A Bybit, a quinta maior bolsa de derivativos de criptomoedas do mundo em volume de negociação, está planejando impor regras do Conheça Seu Cliente (KYC, na sigla em inglês).

A empresa sediada em Cingapura publicou várias declarações sobre a introdução das principais políticas KYC em sua plataforma para “melhorar a conformidade de segurança para todos os traders”.

Um porta-voz da Bybit disse à Cointelegraph que a Bybit apresentará os procedimentos KYC a partir de 12 de julho para ajudar a proteger melhor as contas e fundos dos usuários.

Os indivíduos terão dois níveis de verificação KYC com saques de Bitcoin limitados a 50 Bitcoin (BTC) e 100 BTC. Para receber a verificação do nível KYC 1, os usuários serão obrigados a apresentar um documento de identidade e reconhecimento facial, enquanto o nível KYC 2 exige uma prova adicional de endereço, observou um porta-voz da Bybit. As empresas têm um nível de verificação KYC com um limite de 100 BTC.

Um representante da Bybit disse que a exchange está introduzindo KYC em antecipação à sua exchange de mercado à vista e um lançamento de uma carteira de criptomoedas para permitir a “experiência mais segura” para os usuários, acrescentando:

“Com essas novas adições empolgantes, esperamos ver um aumento significativo nos volumes de negociação. À medida que expandimos nossas ofertas além de derivativos, estamos muito satisfeitos por poder trazer para a negociação à vista o mesmo nível de serviço de qualidade que os usuários passaram a associar à Bybit.”

Alguns entusiastas cripto posteriormente sugeriram que as novas políticas KYC da Bybit impactariam negativamente os volumes de negociação da bolsa. “O volume do Bybit vai secar. Por que você iria fazer kyc lá? Na verdade, não é uma boa até mesmo querer fazer isso ”, observou Tradeboi Carti no Twitter.

Relacionado: Binance enfrenta turbulência regulatória em três continentes, legisladores miram exchanges ‘globais’

A Bybit tornou-se recentemente objeto de crescente escrutínio de reguladores financeiros globais. Em meados de junho, a Comissão de Valores de Ontário do Canadá anunciou que realizaria uma audiência contra a Bybit a respeito das alegadas violações da bolsa de cripto à lei canadense de valores obiliários. Anteriormente, a Agência de Serviços Financeiros do Japão avisou que a Bybit não era registrada para operar serviços de cripto no país.

Em março, a Bybit suspendeu os serviços para clientes no Reino Unido, após uma proibição geral da Autoridade de Conduta Financeira sobre o trade de derivativos cripto no varejo.

VEJA MAIS:

Desde 2019, não aparece uma janela de compra tão clara. Negocie mais de 400 pares de criptomoedas com 0% de taxa até 8 de Julho na OKEx.

Compre o mergulho agora na OKEx!

Artigo

Leave a Reply