O Bitcoin SV pode ter sofrido um “massivo” ataque de 51%. Iniciado na terça-feira, por volta das 11h46, horário de verão do leste dos EUA, o ataque resultou em até três versões da blockchain sendo exploradas simultaneamente.

Na tarde de terça-feira, a empresa de análise de dados sobre criptomoedas Coin Metrics confirmou que a FARUM, sua plataforma de gerenciamento de risco, identificou o ataque de 51% na rede do Bitcoin SV.

A FARUM identificou um ataque de 51%, hoje, na rede BSV, por volta das 11h46 EDT

As informações sobre o ataque foram confirmadas por Lucas Nuzzi, gerente de produto de dados de rede da Coin Metrics. “Alguém está seriamente tentando destruir o BSV”, ele tuitou, acrescentando:

“Por mais de 3 horas, os invasores conseguiram assumir o controle da rede. Todas as corretoras que receberam depósitos de BSV durante esse período podem ter sido vítimas de gastos duplos. ”

No momento em que este artigo foi escrito, não estava claro se o ataque havia terminado ou se os perpetradores estavam apenas fazendo uma pausa.

O BSV está passando por um massivo ataque de 51%.

Depois de uma tentativa de ataque ontem, um considerável poder de hash foi liberado hoje, às 11h46, e os invasores estão tendo sucesso.

Mais de uma dúzia de blocos estão sendo reorganizados e até 3 versões da cadeia estão sendo mineradas simultaneamente.

A última atualização da Coin Metrics confirmou que os nós da FARUM testemunharam uma “reorganização profunda, com uma profundidade máxima de 14 blocos”. Embora nenhum evento de reorganização adicional tenha sido observado, “conflitos de sincronização” ainda estão ocorrendo nos principais pools de mineração. 

Todos os nossos nós FARUM testemunharam uma reorganização profunda, com uma profundidade máxima de 14 blocos.

Nenhum evento de reorganização adicional foi testemunhado, mas ainda há conflitos de sincronização ocorrendo nos principais pools de mineração

A Bitcoin Association, um grupo da indústria de criptomoedas que apóia a adoção do BSV, divulgou uma declaração durante o ataque em andamento:

Para invalidar a cadeia fraudulenta, os operadores de nó devem executar o seguinte comando em seu nó no #BitcoinSV:

bitcoin-cli invalidateblock 000000000000000003B67AEC95E9B5DA897EB5EBF3227D5A6A67835104367840

Se tiver perguntas para a equipe BA, entre em contato no Twitter.

2/2

— Bitcoin Association (@BitcoinAssn)

O Bitcoin SV é resultado de um hard fork altamente beligerante da blockchain Bitcoin Cash, que aconteceu em novembro de 2018. O BSV tem uma política monetária idêntica à do Bitcoin Cash (BCH) e à do Bitcoin (BTC). O fork foi resultado de profundos desacordos internos da Comunidade do Bitcoin Cash acerca de um conjunto de propostas para tornar as transações mais eficientes.

Relacionada: O que é Hard Fork?

Conhecida como “Bitcoin Satoshi Vision”, o BSV vem sofrendo muitas críticas desde o hard fork. Embora os ditos conservadores do BCH tenham prevalecido no evento que ficou conhecido com a guerra do hash, o Bitcoin SV ainda se mantém como uma das maiores redes de blockchain em termos de valor de mercado. Embora sua classificação tenha caído vertiginosamente, o BSV atualmente tem uma capitalização total de pouco mais de US$ 2,6 bilhões.

LEIA MAIS

Siga-nos nas redes sociais

Siga nosso perfil no Instagram e no Telegram para receber notícias em primeira mão!

Artigo