Bradesco Seguros estuda uso de blockchain para criar ‘rede’ de informações no setor

A Bradesco Seguros, braço para o setor do Banco Bradesco, está estudando o uso de blockchain para criar uma rede segura para o compartilhamento de informações entre outras instituições na área de seguros no Brasil.

Embora nem o banco nem a seguradora tenha fornecidos detalhes adicionais sobre o projeto o Cointelegraph levantou que a iniciativa prevê que diferentes instituições que devem compor a rede montada pela Bradesco Seguros, possam formar um ‘big data’ do usuário, com a inserção de documentos e compartilhamento de informações de modo que todos os participantes da rede possam consultar e validar os documentos.

Desta forma, um cliente, por exemplo ao fazer o seguro com determinada empresa que integra a rede, quando for utilizar outra seguradora, também vinculada a plataforma em blockchain, não precisará fornecer novamente a documentação tendo em vista que a nova seguradora poderá consultar a documentação já fornecida eliminando custos operacionais.

“O objetivo é permitir a transferência de dados imutáveis entre as empresas aumentando a confiabilidade e simplificando os processos”, destacou Curt Zimmermann, diretor responsável pelas áreas de TI e operações do grupo no ano passado em um evento sobre blockchain.

Ainda segundo Zimmermann o Bradesco Seguros vem promovendo uma estratégia de inovação no qual Blockchain é um dos três pilares fundamentais da instituição, ao lado de digitalização e inteligência artificial.

“O segmento de seguros vive um momento de transformação, com novos entrantes, nascidos no berço digital e estamos no caminho certo nessa arena. Tudo tem de caminhar em alta velocidade. Inteligência artificial, digital e blockchain estão batendo à porta”, destaca.

Atualmente segundo informações, o projeto vem sendo executado em um ambientes de testes mas deve ser lançado pelo Bradesco Seguros em 2021. Atualmente vem sendo testadas as blockchains do R3, o Corda, além do Hyperledger.

Como noticiou o Cointelegraph, o Bradesco vem desenvolvimento diversas aplicações usando a tecnologia blockchain. Além de participar da Rede Blockchain do Sistema Financeiro Nacional, que já utiliza a aplicação em blockchain deviceID, a instituição também usa a Ripple em um sistema de remessas internacionais para o Japão e é um dos principais propagadores e apoiadores do R3 no Brasil.

Confira mais notícias

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 18,948.10
  • ethereumEthereum (ETH) $ 590.29
  • rippleXRP (XRP) $ 0.597752
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 85.11
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 288.89
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 13.45
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.156043
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 5.19
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 29.73