O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vem se destacando na aplicação da tecnologia blockchain para a administração pública e tem sido pioneiro nesse quesito no Brasil desde a administração de Joaquim Levy.

Na quinta-feira (24/06), o BNDES apresentou sua experiência com a utilização da tecnologia blockchain Interessado em inovar com blockchain, o BNDES já levou essa discussão até o BRICS, onde o conceito de Regtech (iniciativas do poder público em inovar com tecnologias disruptivas), vem sendo desenvolvido com o uso e aplicação dessa tecnologia, que surgiu com as criptomoedas, em particular com o Bitcoin e ganhou destaque para usos genéricos.

Uma das inovações apoiadas pelo BNDES é GovToken, que servirá de token de utilidade para pagamentos de fornecedores e fomento para políticas públicas. aO Cointelegraph conversou com responsáveis pelo projeto para entender sobre o token. 

Regtech

As blockchains têm seu uso no que está sendo chamado de Regtech – a aplicação da tecnologia às funções regulatórias tradicionais de auditoria, conformidade e vigilância de mercado e governos em particular. E não devemos descartar a possibilidade de que haverá novos problemas econômicos que exigem novas proteções ao consumidor ou controles de mercado no mundo dos blockchain.

Os aplicativos baseados em Blockchain aumentam significativamente a capacidade de um governo, ou de um gestor, por exemplo, de ter acesso à informações mais transparentes, permanentes e acessíveis. Requisitos essenciais à administração pública.

Somente a automação permitirá ao poder público expandir o alcance de seus serviços aos cidadãos sem onerá-los. Mas só sistemas distribuídos permitirão às empresas lidarem com a necessidade cada vez maior de dados e informações, e mais, só um sistema distribuído que envolva profissionais locais, permite que os impostos recolhidos em uma comunidade, sejam gastos na comunidade, gerando desenvolvimento econômico e social local, como preconiza Carl Amorim, Country Executive do Blockchain Research Institute no Brasil. 

BNDES já vem inovando no setor de blockchain

O BNDES, a Indicator Capital e a Qualcomm Ventures LLC anunciaram em 13 de maio o lançamento do Fundo Indicator 2 IoT FIP de venture capital, com valor captado de R$ 240 milhões, focado em investimentos early-stage e o primeiro especializado em Internet das Coisas (IoT).

O novo fundo do BNDES pode ajudar a impulsionar ainda mais a adoção da tecnologia blockchain no Brasil tendo em vista que cada vez mais soluções de IoT estão integradas à blockchain, como é o caso das aplicações de rastreabilidade da JBS.

LEIA MAIS

Desde 2019, não aparece uma janela de compra tão clara. Negocie mais de 400 pares de criptomoedas com 0% de taxa até 8 de Julho na OKEx.

Compre o mergulho agora na OKEx!

Artigo

Leave a Reply