Blockchain ajuda corretora de câmbio brasileira a fugir da crise no turismo

A crise geral causada pelo coronavírus impactou todos os setores da economia, mas o turismo foi particularmente afetado.

Isso porque o isolamento social e o fechamento das fronteiras resultaram em grandes perdas econômicas para as corretoras de câmbio focada em turismo.

Segundo a Associação Brasileira de Câmbio (Abracam), houve uma queda de 51% na quantidade de transações e de 150% nos valores movimentados neste ano em relação à 2019.

Nesse cenário, as corretoras que oferecem serviços de remessa ao exterior estão conseguindo escapar da crise.

Segundo a presidente-executiva da Abracam, Kelly Massaro, nesse momento de crise em que o turismo foi muito afetado, serviços como a remessa pro exterior ganham ainda mais importância.

“As corretoras concentradas em turismo foram muito afetadas. As que não foram são as focadas em serviços como microremessas e intermediação de negócios, como importação e exportação”, disse.

Blockchain evita fraudes e agiliza processos

Este é o caso da brasileira Frente Corretora, que usa a tecnologia blockchain para envio de remessas ao exterior.

Conforme explicou Ricardo Baraçal, sócio da companhia, ao Valor Investe, nos últimos 90 dias, apenas 5% das receitas vieram do turismo.

“O câmbio comercial e financeiro está sendo maior”, afirmou.

Assim, apenas neste ano a empresa conseguiu ampliar em 30% seu número de parceiros, que já chega a quase mil.

Baraçal explicou que a blockchain é uma facilitadora no envio de remessas ao exterior. A tecnologia evita fraudes no serviços dá credibilidade às informações registradas para todas as partes envolvidas.

Além disso, a blockchain ainda agiliza o processo:

“Também precisamos usar um banco para fazer as remessas ao exterior, mas como usamos o blockchain, pegamos as informações das contas de forma muito mais rápida”, afirma Baraçal.

Graças ao uso da tecnologia, no mês de junho, a corretora teve um aumento de 70% em seu volume transacionado em comparação com o mês de maio.

Leia também: Licitação de plataforma blockchain para a Imprensa Nacional é suspensa

Leia também: Criptomoedas e blockchain são tema de curso online da OAB

Leia também: China é o país com mais patentes envolvendo blockchain

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 47,916.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 1,479.85
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.21
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 235.47
  • tetherTether (USDT) $ 1.01
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 35.86
  • xrpXRP (XRP) $ 0.434324
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 174.25
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 28.19
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 507.32