Bitcoin sobe ou desce? Tether emite mais de R$ 1,5 bilhão em minutos

Tether é a empresa por trás do USDT, que é a stablecoin mais popular do mundo.

O valor do USDT é pareado com o dólar americano. Isso faz com que a criptomoeda seja amplamente utilizada em negócios internacionais.

No entanto, a Tether é alvo de críticas frequentes na comunidade cripto. O problema é que há falta de transparência nas suas operações.

Frequentemente, a empresa imprime milhões de USDTs, que são enviados para diversas Exchanges.

O problema é tão grave que, neste momento, há uma ação contra a Tether e algumas Exchanges, nos EUA. Na ação, as empresas são acusadas de utilizar o USDT para manipular o mercado do Bitcoin.

Agora com a impressão de US$ 320 milhões (mais de R$ 1,5 bilhão) em poucos minutos, ressurge a dúvida: esse dinheiro está sendo criado para inflar o preço do Bitcoin?

Whale Alert sobre o USDT
Fonte: Whale Alert

Tether imprime mais de R$ 1 bilhão em minutos

Na manhã de hoje, dia 06 de agosto, a Tether realizou duas operações, dentro de um intervalo curto de tempo. Assim, a empresa criou 320 milhões de dólares, ou 1,7 bilhões de Reais, em questão de minutos.

A operação foi relatada pelo Whale Alert, que realiza o serviço de rastreamento de transações grandes ou suspeitas de criptomoedas.

Vale ressaltar que Paolo Ardoino, que é o CTO da Bitfinex e do Tether, respondeu o Tweet. Ele disse que as transações foram apenas autorizadas, mas o dinheiro não foi emitido. Segundo ele, o montante será usado como inventário para o próximo período de emissões.

Paolo Ardoino sobre a criação de dinheiro
Fonte: Twitter

Porém, essa justificativa não está agradando a maior parte dos usuários, já que, no mesmo período em que o dinheiro foi criado, duas transações de USDT enormes foram realizadas: uma para a Binance e outra de volta para a Tether.

Transferências de USDT para a Binance
Fonte: Whale Alert

Preço do Bitcoin pode ser manipulado

Muitos investidores suspeitam que o USDT criado pela Tether está sendo utilizado para manipulação de mercado.

Isso seria possível porque a criação de grande quantidade de USDT deixa os investidores em alerta, na expectativa de que o dinheiro possa ser utilizado para a compra do Bitcoin.

Como uma demanda dessas tende a encarecer o preço da moeda, a mera possibilidade de que uma grande transação é suficiente para alterar o preço do Bitcoin.

Outro esquema é através da utilização do USDT pelas próprias Exchanges, através de operações fraudulentas que possibilitem a subida ou descida dos preços. Assim, é possível que as Exchanges realizem transações, sem que o mercado saiba quem está por trás delas.

Para alguns usuários, o dinheiro foi enviado para que a Binance pudesse operar no mercado, manipular o preço e, após, devolver as criptos para a Tether.

É importante lembrar que a flutuação no preço do Bitcoin, para cima ou para baixo, atrai os traders de criptomoedas. Portanto, é benéfico para as Exchanges quando o preço do Bitcoin sobe ou cai, ao invés de ficar “parado”.

Leia também: Análise aponta: Bitcoin está em ciclo de valorização

Leia também: Bitcoin quase toca os R$ 64 mil após romper importante resistência

Leia também: Análise do Bitcoin: Hora de comprar Bitcoin?

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 13,687.93
  • ethereumEthereum (ETH) $ 406.21
  • tetherTether (USDT) $ 0.999479
  • rippleXRP (XRP) $ 0.251228
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 264.49
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 12.14
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 31.80
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.70
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 57.76
  • bitcoin-cash-svBitcoin SV (BSV) $ 175.41