Bitcoin repete movimento de 2017 e preço pode chegar em R$ 1,9 milhão no mercado, segundo autor da Forbes

O preço do Bitcoin pode alcançar R$ 1,9 milhão com o impressionante crescimento de investidores conhecidos como “hodlers”. Segundo o autor da Forbes Joseph Young, a criptomoeda possui chances de ter uma valorização de 3.900% ao repetir desempenho semelhante ao de 2017 no mercado.

No final de 2017 o preço do Bitcoin atingiu quase US$ 20.000 após iniciar uma onda de valorização em apenas US$ 500. Até então esse é o maior recorde de valor já registrado no mercado para a criptomoeda.

De acordo com a análise do especialista em criptografia e blockchain, esse salto observado que foi dois anos atrás pode ser atribuído ao número de hodlers que também cresceu no mesmo período.

Sendo assim, o mesmo acontece em 2020, após o número de hodlers voltar a subir no mercado. Com mais investidores que apostam no Bitcoin a longo prazo, a criptomoeda pode ter uma valorização parecida àquela que fez o ativo quebrar recorde de preço no mercado.

Bitcoin pode subir até R$ 1,9 milhão?

O número de investidores que acreditam em uma valorização do Bitcoin a longo teve um impressionante crescimento desde novembro de 2019. O crescimento de investidores que mantém suas criptomoedas por longo período pode influenciar no preço da criptomoeda no mercado.

Hodlers são investidores que mantêm suas criptomoedas armazenadas por mais tempo e que não possuem intenção de vendê-las a curto prazo. Segundo a Forbes, o preço do Bitcoin pode aumentar até 3.900% se repetir o movimento de crescimento de hodlers de 2017.

“O número de detentores de Bitcoin de longo prazo tem aumentado rapidamente desde outubro de 2019. Na última vez em que o nível de “HODLing” subiu tão alto, o preço do BTC subiu de US $ 500 para US $ 20.000.”

Considerando a cotação atual do Bitcoin no mercado, o preço da criptomoeda poderia alcançar quase US$ 1,9 milhão ao acumular uma valorização de 3.900%.

Além disso, investir no ativo a longo prazo como hodlers fazem reforça o sentimento de que o BTC é considerado uma reserva de valor, tal como o ouro.

Investidores estão guardando criptomoedas

Investidores do mercado de criptomoedas estão guardando saldos em Bitcoin por mais tempo. De acordo com o gráfico abaixo, o número de hodlers cresceu expressivamente nos dois últimos anos.

São considerados hodlers aqueles investidores que mantêm os ativos armazenados, sem realizar transações com o saldo, por períodos superiores a um ano.

O gráfico mostra que 61% dos investidores de Bitcoin são categorizados como hodlers atualmente. Esse número expressa um crescimento de 7% de usuários desde novembro de 2019.

Uma publicação do investidor Alistair Milne no Instagram reforça a tendência de crescimento do preço do Bitcoin que acompanha a expansão do número de hodlers.

O usuário diz que o número de investidores que estão guardando suas criptomoedas aumentou consideravelmente nos últimos meses, sem ser afetado pelo pânico gerado pelo Novo Coronavírus no mercado.

“A quantidade de Bitcoin mantida sem se mover por mais de doze meses está em andamento para criar novos ATHs, e mal mudou no pânico da COVID em março.”

Para Milne, o crescimento de hodlers em abril e maio de 2020 repetiu o mesmo índice observado entre 2015 e 2015, momento em que o BTC subiu de US$ 200 para US$ 500.

“Esses níveis de ‘HODL’ing’ foram vistos pela última vez quando o preço foi de US $ 200-500 em 2015/16.”

Leia Mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 51,543.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 1,607.40
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.25
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 250.79
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 37.85
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • xrpXRP (XRP) $ 0.449021
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 193.93
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 30.73
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 539.85