Banco Santander ignora ordem judicial e mantém bloqueada conta de exchange de Bitcoin no Brasil

O Banco Santander, um dos principais bancos do Brasil, teria descumprido uma ordem judicial conseguida pela exchange Bitcambio no processo 0005254-16.2018.8.19.0002 e que determinava que a instituição financeira deveria manter aberto a conta corrente da exchange, fechada pelo banco, de forma unilateral.

Sem acesso a conta bancária, a exchange de Bitcoins precisou adotar uma solução ‘emergencial’ e comunicou a seus usuários que os depósitos, a partir de 29 de janeiro, devem ser direcionados para conta corrente em outra razão social.

“Na data de hoje (29/01/2020) tivemos nossa conta do banco Santander bloqueada temporariamente devido ao descumprimento de ordem judicial por parte do banco Santander, por tanto estamos utilizando outra razão social para poder manter todas as atividades relacionadas ao banco dentro da Bitcambio. Contamos com a compreensão de todos e o buscaremos solucionar o ocorrido o mais breve possível.

Razão Social:
Global Pagamentos  e Administrativos Eireli
Cnpj: 35626652000110
Ag: 3213-1
C/c: 27319-8″

Além da mensagem enviada aos clientes, a empresa também colocou um banner em seu portal oficial para avisar do ocorrido. A Bitcambio informou ainda que já noticou a justiça sobre o descumprimento da ordem judicial. Além do bloqueio valores da exchange custodiados pelo banco também estão bloqueados.

“Fomos até Niterói despachar diretamente com o juiz e notificamos o bloqueio indevido. Porém tememos que aconteça a mesma coisa que aconteceu com o Mercado Bitcoin, que o banco ‘tomou’ R$ 1,4 milhões deles e o MB teve de ficar 3 anos brigando na justiça para reaver” alegou a empresa ao Cointelegraph.

Procurando o banco Santander ainda não se manifestou sobre o descumprimento da ordem judicial. Contudo, o processo ainda segue sendo analisado na justiça e a decisão, hoje desfavorável ao banco, pode ser revertida.

Esta não é a primeira vez que a empresa enfrenta problemas com os bancos tradicionais. No final do ano passado, a fintech CitarTech, que cuida das operações da exchange Bitcambio teve sua conta corrente fechada pela Caixa Econômica Federal.

Assim como no caso do Santander, a conta na Caixa Econômica, foi encerrada sem qualquer aviso por parte da instituição financeira e surpreendeu os clientes da empresa que foram impedidos de realizar transferências para a conta da empresa.

Como noticiou o Cointelegraph, a  Associação Brasileira de Criptoeconomia e Blockchain (ABCB) não desistiu da tese de que exchanges de Bitcoin são concorrentes dos bancos tradicionais e reiterou pedido ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) para que a autarquia ajude a encontrar um acordo com bancos para que estes não possam encerrar contas correntes de empresas que trabalham com criptomoedas como ocorreu com a Bitcambio.

Confira mais notícias

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 18,856.52
  • ethereumEthereum (ETH) $ 592.06
  • rippleXRP (XRP) $ 0.620142
  • tetherTether (USDT) $ 0.998826
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 88.14
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 291.83
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 13.74
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.157167
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 5.18
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 30.16