Banco Central vira ”trader” e perde 173% diante do Bitcoin

A desvalorização do real brasileiro em 2020 mostra que a moeda fiduciária caiu 173% em comparação com o desempenho do Bitcoin no mesmo período. Segundo o Instituto Mises Brasil, a soja teve uma variação de preço três vezes menor que a moeda brasileira nos últimos dez meses.

Considerada uma das moedas que mais se desvalorizaram ao longo do ano, o real brasileiro amarga ainda outras perdas, se for comparado com ativos como o ouro. Nesse caso, a moeda fiduciária do Brasil caiu 75% diante do metal precioso em 2020.

O cenário econômico brasileiro atual também é refletido na desvalorização da moeda em relação ao dólar. Mas isso poderia ser algo bom, segundo a tática do Banco Central. O dólar acima de R$ 5 seria uma forma eficiente de abater a dívida pública e ajudar o país.  Segundo relatado pelo portal seudinheiro, o ministro, no final de 2019, disse que a alta do dólar seria algo interessante, pois o BC poderia vender US$ 100 bilhões das reservas internacionais e abater R$ 500 bilhões em dívida. 

Mas a desvalorização do real em relação ao dólar não foi um bom trade e a desvalorização do real impulsionou o preço do Bitcoin em terras brasileiras. A moeda segue sendo negociada acima da sua máxima histórica de 2017 desde o dia 21 de outubro de 2020. 

Bitcoin subiu 173%

O preço do Bitcoin enfrentou um movimento de valorização no Brasil com a desvalorização do real perante a criptomoeda. Somente nos últimos dez meses a diferença entre o BTC e a moeda fiduciária registrou 173%.

Além do Bitcoin, a comparação do real com o próprio dólar mostra como houve uma grande desvalorização em 2020, acumulando até então uma queda de 43% frente a moeda fiduciária estadunidense.

“Só em 2020, em valores atualizados para o dia de hoje, o real já se desvalorizou 42% frente ao dólar; 75% frente ao ouro; e 173% frente ao bitcoin em 2020.”

Dessa forma, o preço do Bitcoin rompeu o recorde histórico no Brasil, impulsionado pela alta do dólar. Se, no final de 2017 a criptomoeda precisou chegar em cerca de US$ 20 mil para valer quase R$ 70 mil no Brasil, em 2020 o BTC ultrapassou este valor ao se aproximar de US$ 13 mil recentemente.


Comparação entre Bitcoin, Dólar e Real (Reprodução/Instituto Mises Brasil)

Além de representar uma expressiva desvalorização diante do Bitcoin, a volatilidade de preço do real representa atualmente 31% no mercado financeiro. Conforme cita a análise do Instituto Mises, a commodity de soja teve menor variação de preço em 2020 que a moeda do Brasil, com uma volatilidade de apenas 9%.

“A soja, que é uma commodity, tem menos volatilidade que o real. A volatilidade da soja este ano está em 9%, a do câmbio está em 31%.”

Desvalorização do real

O ministro da economia Paulo Guedes defende a desvalorização do real brasileiro como política monetária para o Brasil. Para Guedes, o enfraquecimento da moeda diante do dólar poderia trazer consequências positivas, como o abatimento da dívida pública e um possível lucro com as reservas financeiras do BC em dólar.

No entanto, o relatório publicado pelo Instituto Mises Brasil nesta quinta-feira (29) mostra que a desvalorização do real reflete a falta de autonomia do Banco Central.

No início de agosto, nove pessoas se aglomeraram em uma sala no Banco Central, em Brasília, anunciaram seus votos e…

Publicado por Instituto Mises Brasil em Quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Com o ministro da economia sugerindo uma desvalorização do real ao mercado financeiro, a moeda recebeu uma nova precificação e se aproximou de R$ 6 em maio de 2020, considerada uma máxima histórica até então.

“Se o Ministro da Economia declara que há possibilidade de sua moeda sofrer forte desvalorização, ele indiretamente está forçando o mercado a reavaliar sua moeda e realizar uma nova precificação. Em meados de maio, o dólar comercial alcançava sua máxima histórica: R$ 5,97.”

Fantasia suíça

A desvalorização do real brasileiro é resultado da redução da taxa básica de juros no país (Selic), que atualmente está abaixo que os valores praticados pelo sistema financeiro da Suíça.

Segundo o Instituto Mises, a taxa estipulada em 2% pelo Banco Central apresenta um juros negativo real, o que demonstra a “captura regulatória” do Banco Central pelo Ministério da Economia.

“Parece óbvio, mas, nestes curiosos tempos, vale a pena sublinhar o normal: o Banco Central está sofrendo captura regulatória do Ministério da Economia. O ministro da economia está abertamente estipulando o que uma autarquia controlada por outro ministro — o presidente do Banco Central tem status de ministro — irá fazer.”

Leia Mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 19,156.49
  • ethereumEthereum (ETH) $ 603.58
  • rippleXRP (XRP) $ 0.611928
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 86.63
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 13.59
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 285.64
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.159926
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 5.23
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 30.32