Banco Central da China quer acelerar adoção de tecnologias Blockchain

O Comitê de Tecnologia Financeira do Banco do Povo da China (PBoC), realizou sua primeira reunião do ano esta semana. Durante a reunião, o vice-governador do PBoC, Fan Yifei, pediu que a estratégia de adoção da tecnologia blockchain do país seja acelerada.

De acordo com um relatório divulgado pelo portal Sina em 13 de maio, Fan se reuniu com funcionários do PBoC e com os chefes das empresas financeiras afiliadas. Durante as negociações, o vice-presidente destacou a importância das indústrias de blockchain e fintech para o país.

Além disso, ele declarou que pretende garantir a implementação do plano de adoção da blockchain no país no prazo estabelecido pelo governo – 2021.

Digitalização da economia nacional

Assim como fez o presidente da China, Xi Jinping, Fan enfatizou a necessidade de “acelerar a digitalização” da economia chinesa. Estudos científicos que testam a introdução de novas políticas para incentivar o plano de desenvolvimento foram apresentados na reunião.

Os estudos destacaram a necessidade de estudar o sistema de índices de desenvolvimento da fintech e monitorar cuidadosamente sua dinâmica. Outro aspecto foi a necessidade uma avaliação abrangente para orientar as instituições financeiras a acelerar a transformação digital.

“É necessário fortalecer a aplicação da ciência e tecnologia regulatórias. Tecnologias como Big Data, inteligência artificial, computação em nuvem, blockchain e outras tecnologias para fortalecer a construção de recursos de supervisão digital”, concluiu o estudo.

Avanço chinês preocupa outros países

Desde que Jinping pediu a aceleração dos estudos sobre a tecnologia, ocorreram vários avanços na China. Por exemplo, uma lei que regulamenta a tecnologia blockchain foi aprovada em outubro. E a rede blockchain estatal do país foi lançada no final de abril.

Por consequência desse avanço, a China começa a despertar preocupações de outros países. O CEO da Libra, David Marcus, alertou os congressistas norte-americanos em uma audiência. Para ele, a proibição da Libra nos Estados Unidos seria uma vitória da China neste mercado.

“O futuro pertencerá à China em cinco anos. Se não tivermos uma boa resposta, é basicamente a China religando uma grande parte do mundo com um renminbi digital rodando em sua blockchain controlada”, alertou Marcus.

Leia também: Projeto brasileiro quer criar identidade digital baseada em blockchain

Leia também: Nova plataforma brasileira de câmbio online baseada em blockchain chega ao mercado

Leia também: Tribunal na China decide novamente que Bitcoin não é ilegal no país

Artigo

Leave a Comment

bitcoin
Bitcoin (BTC) 34.267,78 0,41%
ethereum
Ethereum (ETH) 1.965,33 0,23%
tether
Tether (USDT) 0,847625 0,21%
binance-coin
Binance Coin (BNB) 267,30 0,80%
cardano
Cardano (ADA) 1,08 1,67%
xrp
XRP (XRP) 0,603316 4,02%
dogecoin
Dogecoin (DOGE) 0,177633 1,01%
usd-coin
USD Coin (USDC) 0,847567 0,42%
polkadot
Polkadot (DOT) 12,58 1,82%
binance-usd
Binance USD (BUSD) 0,856101 0,18%