Um app blockchain listado pela empresa estadunidense de conferências online Zoom permite que usuários da plataforma, que sofreu um boom depois das consequências da pandemia de coronavírus, monetizem suas chamadas e recebam criptomoedas por isso. A matéria é do Criptonizando.

Segundo o texto, a Zoom listou o aplicativo blockchain SmartSessions, desenvolvido pela 2key.network, utilizando a tecnologia SmartLink para monitizar as videochamadas.

O app blockchain usa contratos inteligentes para criar soluções de distribuição orgânica “incentivada, automatizada e autogerenciada”, auxiliando donos de negócios, empresas e organizadores de eventos a monetizarem seu conteúdo na plataforma.

Somente em março, o Zoom teve crescimento de 1.000% em sua base de usuários, chegando aos 200 milhões.

O boom de usuários foi impulsionado pela quarentena imposta pelos governos para conter a pandemia, levando milhões de prestadores de serviços no mundo a buscarem alternativas ao lockdown que de alguma forma mantivesse parte de sua renda.

Com o SmartSessions, o contrato inteligente gerencia, executa e processa os pagamentos na blockchain, de acordo com o comportamento dos usuários na plataforma. Os pagamentos são feitos exclusivamente em criptomoedas, usando a plataforma 2key para converter até 17 moedas fiduciárias sem intermediários bancários.

O Zoom também foi alvo de grande polêmica nas últimas semanas, depois que hackers invadiram a plataforma e roubaram dados de 500.000 usuários, posteriormente vendidos na dark web.

CONTINUE LENDO

Artigo

Deixe uma resposta